Todos os Departamentos
    Close
    (0) item(s)
    Você não tem nenhum item em seu carrinho de compras.
    Todos os Departamentos
      Close
      (0) item(s)
      Você não tem nenhum item em seu carrinho de compras.
      Filters
      Pesquisa

      A SND através da consultoria Riolex Contabilidade Empresarial, selecionou medidas de ajuda financeira que foram liberadas e publicadas pelo governo. Acreditamos que este é o momento de unirmos forças e apoiá-los, para que sua empresa permaneça solida e tenha visibilidade para se beneficiar da iniciativa.

      MEDIDAS AJUDA FINANCEIRA LIBERADAS PELO GOVERNO ATÉ O MOMENTO: 

      Linha emergencial: crédito de R$ 40 bilhões para financiar dois meses de folha de pagamento por dois meses;

      Critério: o financiamento estará disponível para empresas com faturamento de R$ 360 mil e R$ 10 milhões por ano;

      Limite: linha para pagar o salário dos trabalhadores nessas empresas limitado a dois salários mínimos por trabalhador;

      Transferência direta: dinheiro irá direto para a conta do trabalhador. A dívida é da empresa;

      Demissões: a empresa que pegar a linha fica obrigada a manter o emprego durante os dois meses de programa;

      Potencial: 12,2 milhões de empregados e 1,4 milhão de empresas;

      Prazos: as empresas terão 6 meses de carência e 30 meses para pagar o empréstimo;

      Juros: os juros serão de 3,75% ao ano;

      Empréstimo subsidiado: o governo entra com 85% dos recursos (R$ 34 bilhões), os bancos entram com 15% (R$ 6 bilhões );

      Risco: o governo fica com 85% do risco de inadimplência e os bancos ficam com 15%;

      Medida Provisória: abertura de crédito extraordinário de R$ 34 bilhões por dois meses (R$ 17 bilhões por mês), criação de um fundo operacionalizado pelo BNDES, fiscalizado e supervisonado pelo Banco Central e com aporte de recursos do Tesouro Nacional. R$ 6 bilhões de recursos dos bancos privados completarão os R$ 40 bilhões do programa;

      Falta detalhar: o governo ainda precisa explicar quando vai começar a linha de credito, quais bancos vão participar e como acessar o financiamento.

      DICA IMPORTANTE: As empresas que já realizam o pagamento dos salários via conta salário, procure o seu banco e converse com seu gerente. Pois como já correntista o processo para acessa a essa linha de crédito tende a ser facilitado. Porem atenção, juros baixos ainda significam endividamento futuro, portanto façam cálculo, refaçam seu orçamento 2020, consulte seu contador. Análise sobre os dados financeiros são os passos a serem executados.

      Para ter mais informações sobre essas novas medidas, participe do nosso Meeting:
      Adaptação ao novo cenário e medidas de ajuda financeira liberadas pelo governo

      == null;